25 ABR 2019

Papa a jovens franceses: sejam construtores de pontes entre as pessoas

Os responsáveis da Pastoral Juvenil organizaram uma peregrinação a Roma dos jovens franceses da Diocese de Aire et Dax, no âmbito das “Jornadas da Juventude de Landes”, região do sudoeste da França.

Mariangela Jaguraba - Cidade do Vaticano

O Papa Francisco recebeu em audiência, nesta quinta-feira (25/04), na Sala do Consistório, no Vaticano, cerca de cem jovens franceses da Diocese de Aire et Dax, que se encontram em peregrinação a Roma.

Francisco agradeceu a Deus pela iniciativa dos responsáveis da Pastoral Juvenil, que com o apoio do bispo, propuseram aos jovens viver as “Jornadas da Juventude de Landes”, uma região  do sudoeste da França.

Revigorar o dom da fé

Segundo o Papa, esta é uma boa ocasião oferecida aos jovens  franceses para que possa revigorar neles “o dom da fé, aqui, em Roma, junto aos Apóstolos Pedro e Paulo e todas as testemunhas, dentre as quais alguns jovens, que sofreram o martírio por terem permanecido fiéis a Jesus Cristo”.

“O contexto atual não é fácil, por causa também da questão dolorosa e complexa dos abusos perpetrados por membros da Igreja. Todavia, digo que hoje não é mais difícil do que em outras épocas da Igreja: é apenas diferente.”

“Por isso, aproveitem essa peregrinação para redescobrir que a Igreja, da qual vocês são membros, “caminha há dois mil anos, compartilhando as alegrias e esperanças, as tristezas e angústias dos homens. E caminha como é, sem recorrer a nenhuma cirurgia estética”, disse Francisco citando um trecho da Exortação apostólica pós-sinodal, Christus vivit.

Deixem-se transformar pelo Espírito Santo

O Papa disse ainda que olhando para os jovens, reconhece a obra de Jesus que não abandona a sua Igreja, permitindo que ela, através da juventude, seu entusiasmo e talento, se renove e rejuvenesça nas várias fases de sua longa história.

Francisco chamou a atenção para a imagem da árvore emblemática dessa região francesa, o pinheiro de Landes, que ajudou a sanear áreas pantanosas. “Enraízem-se no amor de Deus”, disse o Papa aos jovens, “fazendo com que nos lugares onde vocês vivem a Igreja seja amada. Deixem-se transformar e renovar pelo Espírito Santo a fim de levar Cristo a todos os ambientes e testemunhar a alegria e a juventude do Evangelho!”

Exemplo de São Vicente de Paulo

Seguindo o exemplo de São Vicente de Paulo, que também era da região de Landes, “tornem visível o amor de Deus, amando com a força dos braços e o suor da fronte”.

“Nesse sentido, sejam construtores de pontes entre as pessoas, fazendo crescer a cultura do encontro e do diálogo, a fim de contribuir para o advento de uma autêntica fraternidade humana.  Com a atenção aos pequenos e pobres, vocês podem acender as estrelas nas noites de muitas pessoas que passam por provações. Manifestem com gestos e palavras que Deus é sempre novidade e nos conduz onde se encontra a humanidade mais ferida e onde os seres humanos continuam buscando uma resposta ao sentido da vida.”

“A Igreja precisa do seu ímpeto, de suas intuições, sua fé e coragem”, concluiu o Papa, confiando os jovens à proteção de Nossa Senhora de Buglose e São Vicente de Paulo.


Assuntos


Compartilhe esta publicação
Nossas redes sociais
Top